Um bom bate papo

hey-hola-oi-halo-hi

Um bom bate papo…

O qué é isso?, escutava falar a minhas amigas… Adorei essa expressão. Hoje resolvi escrever sobre uma questao que está faltando em muita gente, ¡ter um bom papo, uma boa conversa! E resolvi escreve-lha em portugués, porque é uma lingua que amo e acho linda, mas também uma questao de desafío do meu vocabulario.

No dia a dia voce intercambia informaçao constantemente e pode ter um alto índice de posibilidades para entablar aquela conversa que faz no seu cérebro se iluminar a lampada da criatividade e do envolvimento.  Para mim foi muito útil na minha vida (em geral) formular perguntas que trazem respostas úteis, seja de conselheiros, chefes, clientes, amizade ou colegas de trabalho…

E as vezes pela vergonha e as rápidas situaçoes a pessoa fica por ter medo de ser direita, mostrar que nao entenderam o contexto ou mesmo ter interesse. Com educaçao e respeito tratar os temas emocionais e profissionais, assim como os problemas nos ajudam em nossa evoluçao pessoal, para nao ficar só no superficial.

Uma técnica que já usei na minha profissao como jornalista é a de interromper (de modo educado) o interlocutor para que ele não fuja demais do tema – Mais em uma conversa casual, talvez não haja problema em mudar completamente de assunto. A questao é um bom papo que reflicta nossa geraçao, nossos avanços, e a vontade de contribuir a nosso pequeno mundo com uma comunicaçao mais fluída.

Uma boa conversa equilibra o que os dois (ou mais) lados tem a contar, e isso é o que nos cheia de gratitude e de conhecimiento. E é isso e o que sinto em falta na vida real, nos mídias e ate na rua mesmo.

Nao deixemos o tempo pasar  sem uma conversa pela que a vida já valeu a pena 😉

Alem disso sou sortuda pelas conversas interesantes que a vida  me ofereceu, e as pessoas que me nutriram com um bom papo.

 

PS: Me desculpam pelos erros ortográficos, abraços!

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *